quinta-feira, 23 de março de 2017

Novidades dos live-actions Disney


Nos tempos atuais tem estado cada vez mais evidente a intenção da Disney de converter suas animações de sucesso em filmes live-action, fator desencadeado a partir do sucesso de Mogli, O Menino Lobo (The Jungle Book), lançado ano passado e o recente A Bela e a Fera (Beauty and the Beast).


Apesar disso, o presidente de produções da Disney, Sean Bailey, anunciou que a companhia não pretende produzir versões live-action de Frozen: Uma Aventura Congelante e suas outras animações mais recentes, dizendo que o estúdio pretende manter um equilibro entre suas produções antigas e novas. No momento estão em desenvolvimento adaptações de clássicos, como Mulan, Dumbo, Pooh, Aladdin, O Rei Leão, entre outros.

Além disso, o estúdio revelou alguns detalhes sobre a recente adaptação live-action de Mulan, cuja animação original foi lançada em 1998, que causaram alvoroço na mídia: o novo filme não contará com nenhuma música, nem mesmo aquelas da antiga produção, que era essencialmente um musical, e pode não ter o capitão Li Shang (interesse amoroso de Mulan), que seria substituído por um personagem inédito, rival da protagonista.
Os fãs também desconfiam que Moshu pode não estar no filme, já que este nem mesmo foi citado até o momento, mas nada foi anunciado oficialmente. Até agora sabe-se que o o longa será filmado na China, sendo considerado um “espetáculo feminino de artes marciais” por Niki Caro, responsável pela direção do remake. De acordo com a própria Disney, o elenco principal será composto por atores chineses, mas nenhum nome foi apontado até o momento. O live-action de Mulan está previsto para se lançado nos cinemas mundiais em 2 de novembro de 2018.

Outro filme sendo produzido pela Disney é Aladdin, que apesar das poucas informações reveladas até o momento, está com as filmagens previstas para julho deste ano, e será um remake da animação clássica de sucesso lançada em 1992. O diretor da produção, Guy Ritchie (O Agente da U.N.C.L.E.), ficou muito feliz em participar do projeto, e descreveu o protagonista como “um malandro clássico de rua que faz o bem”, e disse que esse é o seu forte. Apesar de ter sua própria visão da história, Guy disse que pretende honrar e respeitar a Disney. De cordo com Bailey, Aladdin, ao contrário de Mulan, será um filme “musical energético”, que deve resgatar toda a emoção de sua versão animada. O Longa segue sem data prevista para estreia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário