segunda-feira, 10 de julho de 2017

HQ Gotham City 1889 sera animada


Uma das histórias alternativas do  Batman  favoritas dos fãs ganhará uma adaptação animada pela Warner Bros. Gotham City 1889, lançada nos Estados Unidos como A Tale of The Batman: Gotham By Gaslight e considerada a primeira história elseworld da DC após a unificação do multiverso da editora em Crise nas Infinitas Terras, narra as aventuras de um Batman na Era Vitoriana durante o auge dos assassinatos de Jack, o Estripador, o serial killer mais famoso do mundo que nunca foi capturado pelas autoridades.


Ela foi originalmente produzida por Brian Augustyn, na época editor e coescritor de Flash com Mark Waid, e por Mike Mignola, na época começando a alçar voo dentro do mercado estadunidense de quadrinhos. A HQ foi lançada no Brasil em duas ocasiões. Primeiro pela Editora Abril, em 1990, na revista especial Um Conto de Batman – Gotham City 1889; anos depois, pela Panini, no encadernado Batman 70 Anos nº 3, de 2009. Desde então, permanece fora de catálogo por aqui.
Apesar de a Warner não ter se pronunciado ainda, o material especial incluso no vindouro desenho animado do estúdio, Batman and Harley Quinn contém informações sobre Gotham City 1889. É interessante notar que é natural, para a DC/Warner, adaptar histórias diversas dos quadrinhos para animações nos últimos anos. Já tivemos Novos Titãs: Contrato de Judas, Batman: Cavaleiro das Trevas, Liga da Justiça: Ponto de Ignição etc. Porém, o conto do Batman selecionado desta vez faz parte do que chamávamos de Túnel do Tempo, histórias elseworlds.

A sinopse oficial do quadrinho diz:

   Em uma época de mistério e superstição, como as pessoas de Gotham reagiriam a uma estranha criatura da noite, um vigilante com vestimentas de morcego temido pelos culpados e inocentes? O primeiro conto Túnel do Tempo reimagina a história do Cavaleiro das Trevas em tempos Vitorianos, colocando-o contra o infame assassino Jack, o Estripador.

A DC investiu o possível na propriedade, lançando uma sequência em 1991 chamada Master of the Future, com arte de Eduardo Barreto, e um hoje raríssimo action figure através de sua extinta linha DC Direct (hoje chamada de DC Collectibles). Houve também um tie-in da maxissérie Contagem Regressiva, de 2008, que se passava naquele universo. Enquanto isso, o que passou a ser chamado de Túnel do Tempo, um selo para abrigar histórias fora da cronologia oficial da DC, se tornou um sucesso, e o Batman foi o personagem que mais teve histórias publicadas sob este guarda-chuva durante os anos 1990 e 2000.


Nenhum comentário:

Postar um comentário