sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Warner Bros. vai reformular DC Films


Após desenvolvimentos conturbados nas produções e os resultados negativos na crítica e nas bilheterias de Liga da Justiça, a Warner Bros. vai reformular a divisão de filmes da DC, informou a VARIETY.


A primeira mudança é a saída de Jon Berg, que comandava o universo cinematográfico da DC com Geoff Johns. A notícia foi confirmada por Toby Emmerich, presidente da Warner Bros., e segundo ele, a saída de Berg já era planejada devido a sua intenção de ser um produtor do estúdio, então ele sairia da DC para trabalhar com Roy Lee, produtor de filmes bem sucedidos da Warner, como LEGO Batman: O Filme e It: A Coisa.
Geoff Johns deverá sair do comando da DC Films. Apesar disso, ele continuará servindo como diretor-criativo da DC Entertainment, no comando de conteúdos para outras mídias e deverá ainda atuar como consultor criativo nos próximos longas da DC.
Outra grande mudança revelada será que agora a divisão de filmes da DC estará mais ligada a Warner Bros. Assim, o estúdio participará mais das decisões, como ocorre em franquias como Harry Potter, não sendo mais em um prédio a parte.
Além dessas mudanças, foi reforçado a existência do descontentamento dos executivos com a visão de Zack Snyder, relatando que havia uma oposição a um vilão feito inteiramente em CGI, o que contribuiu para inflar o orçamento do longa, que com a arrecadação insuficiente pode causar prejuízos para o estúdio. Já a Time Warner estaria insatisfeita com a decisão de mantê-lo como diretor após a recepção negativa de Batman Vs Superman, o que poderá ocasionar ainda mais baixas.
Em relação a permanência de Ben Affleck, foi relatado que ele aparecerá como Batman no filme solo do Flash (Flashpoint), onde deve haver o reboot, mas não estaria no filme solo do personagem, The Batman, que será dirigido por Matt Reeves, que busca uma cara nova para o papel.
As mudanças devem ser aplicadas até janeiro. Enquanto isso, a Warner Bros. segue com a produção dos filmes solos dos heróis que consideram os trunfos de Liga da Justiça, Flash e Aquaman, e a sequência do sucesso de crítica e bilheteria, Mulher-Maravilha 2, que deve ser ambientada na Guerra Fria. Ao mesmo tempo a New Line segue apostando no filme solo do Shazam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário