quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Cine Concerto de O Senhor dos Anéis invade o Rio de Janeiro


Espetáculo reunirá 250 músicos que tocarão ao vivo, enquanto filme é exibido 


São Paulo, 29 de novembro de 2018 - Depois do enorme sucesso de vendas em São Paulo, a Yellow Eventos juntamente com a americana Cami Music em parceria com a Ingresso Rápido anunciam a chegada do cine concerto The Lord of The Rings In Concert: The Fellowship of The Ring (O Senhor dos Anéis In Concert: A Sociedade do Anel) a cidade do Rio de Janeiro em 2019.

O espetáculo que conquistou o mundo será apresentado apenas no dia 22 de junho de 2019 no anfiteatro do Riocentro - CINCO na cidade do Rio de Janeiro. Essa será a única chance para os amantes das obras de J.R.R. Tolkien assistirem a este incrível espetáculo na cidade maravilhosa.

Um cine concerto leva os dois gêneros da arte ao limite. Não é só cinema e nem tanto apenas um show musical, é uma mistura única de ambos os gêneros que eleva a experiência criando uma atmosfera emocionante. Enquanto o filme conta uma história com imagens vibrantes, ela é complementada com todo o peso narrativo da música tocada ao vivo.

Durante a apresentação, o premiado Maestro brasileiro Adriano Machado juntamente com 250 músicos da Orquestra Sinfônica Villa Lobos, intepretarão a trilha sonora, ganhadora do Oscar, do compositor Howard Shore, enquanto o filme O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel de Peter Jackson, legendado em português, será exibido em tela gigante de alta definição. Você vai assistir a jornada de Frodo Bolseiro e da Sociedade do Anel de uma maneira que nunca foi realizada no Brasil, e que promete trazer a riquíssima literatura imaginativa de J.R.R Tolkien a vida em uma experiência inesquecível.

O único e limitado lote de ingressos já estão à venda no Ingresso Rápido.

Howard Shore comenta sobre a trilha de O Senhor dos Anéis In Concert: A Sociedade do Anel

“Entre tantas experiências a frente da Orquestra Sinfônica Villa Lobos, a execução da trilha sonora do O Senhor dos Anéis passa a ser um marco na nossa história devido à complexidade dos elementos envolvidos na própria música, como também pela beleza e grandiosidade dos arranjos e orquestração. Seremos parte do próprio filme,  seremos em muitos momentos a emoção, e isso é simplesmente incrível” afirma o Maestro Adriano Machado.

Doug Adams, autor do livro The Music of the Lord of the Rings Films e conselheiro deste 'In Concert' diz que “O Senhor dos Anéis é uma história de temas universais e experiências humanas, incluindo perseverança, sacrifício, amizade e lealdade. Essas formam a espinha dorsal das obras de J.R.R. Tolkien, dos filmes de Peter Jackson e claro da trilha sonora de Howard Shore.  Mesmo os mais ardentes fãs ficaram maravilhados da maneira como a trilha sonora recriou a Terra-média na música, em como os sons ao vivo trouxeram uma narrativa clara, uma complexidade estrutural, e acima de tudo, uma paixão intensa para a história. Não há nada que se compare a isto. Esta é uma extraordinária e comovente experiência. E é sua chance de se tornar parte da Sociedade".


SERVIÇO:

The Lord of The Rings: The Fellowship of The Ring In Concert (O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel In Concert)
Data: 22 de junho de 2019
Local: Anfiteatro Riocentro (CINCO)
Endereço:  Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
Duração: 2 atos de aproximadamente 1h40 min cada.
faixa etária recomendada: 12 anos
Valores: entre R$60 e R$400.

Acompanhe nossas redes sociais:

Site oficial (em inglês)


SOBRE O FILME

Lançado em 1 de janeiro de 2002, O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel foi o primeiro filme da ousada trilogia de fantasia de Peter Jackson baseada nas obras de J.R.R. Tolkien. Um poderoso anel há muito perdido é encontrado, e através de uma repentina mudança do destino, ele cai nas mãos de um pequeno Hobbit chamado Frodo Bolseiro. Quando Gandalf, o Cinzento descobre que este é de fato o poderoso Um Anel que pode jogar o mundo nas trevas, Frodo embarca em uma jornada épica até a Montanha da Perdição para destruí-lo. No entanto, ele não está sozinho. Além de Gandalf, o elfo Legolas, o anão Gimli, Aragorn, Boromir e três amigos Merry, Pippin e Samwise Gamgee formam a Sociedade do Anel para ajudá-lo. 
Considerado um dos mais ambiciosos projetos da história do cinema, levou mais de 8 anos para O Senhor dos Anéis chegar oficialmente aos cinemas. O resultado foi um sucesso estrondoso. A trilogia completa ganhou um total de 17 Oscars, incluindo a de melhor trilha sonora para Howard Shore. Os três filmes estão entre as produções de maior bilheteria da história do cinema mundial.


SOBRE O LIVRO

“Um Anel para a todos governar, um Anel para encontrá-los, 
Um Anel para todos trazer e na escuridão aprisioná-los”

Por décadas, as palavras acima incendiaram a imaginação de mais de 100 milhões de leitores ao redor do mundo. Elas foram lidas pela primeira vez em 1954, quando A Sociedade do Anel, primeiro livro da trilogia de J.R.R Tolkien, O Senhor dos Anéis, foi publicada. Eleito como o “Livro do Século”, a obra de Tolkien teve um efeito profundo em gerações de leitores, definindo o arquétipo da luta entre o bem e o mal. Ele tornou-se  referência do épico moderno por criar um universo inteiramente novo e vivo. Introduziu um herói inesquecível no papel do Hobbit, Frodo Bolseiro, envolvido em uma guerra de proporções míticas na Terra-média, um mundo cheio de magia e folclore. Acima de tudo isso, o livro celebrava o poder da amizade leal e da coragem, um poder que pode conter até as mais devastadoras forças das trevas.


SOBRE HOWARD SHORE

Howard Shore é considerado um dos mais respeitados e ativos compositores e condutores. Seu trabalho com Peter Jackson na trilogia O Senhor dos Anéis é sua maior conquista até o momento. A obra lhe rendeu três Oscars, três Golden Globes e quatro Grammys. Shore foi um dos criadores originais do Saturday Night Live servindo como diretor musical de 1975 até 1980. Ao mesmo tempo, ele começou a colaborar com o diretor David Cronenberg e fez a trilha de 12 de seus filmes. Incluindo A Mosca (The Fly, 1986), Gêmeos Mórbida Semelhança (Dead Ringers, 1988), Crash Estranhos Prazeres (Crash, 1996), Mistérios e Paixões (Naked Lunch, 1991) e  Senhores do Crime (Eastern Promises, 2007) do qual foi honrado com o Genie Award, prêmio do cinema canadense. Shore continuou a se destacar em uma gama enorme de diferentes projetos, dos filmes de Martin Scorsese, Os Infiltrados (The Departed, 2006), O Aviador (The Aviator, 2004) e Gangues de Nova York (Gangs of New York, 2001); para Ed Wood (Ed Wood, 1994), O Silêncio dos Inocentes (The Silence of the Lambs, 1991), Philadelphia (Philadelphia, 1993) e Uma Babá Quase Perfeita  (Mrs. Doubtfire, 1993). 
Sua música foi interpretada em concertos pelo mundo. Em 2003, Shore conduziu a Orquestra Sinfônica e o coro da Nova Zelândia na premiére mundial da The Lord of the Rings Symphony em Wellington. Desde então o trabalho já teve mais de 140 performances pelas mais renomadas orquestras do mundo. Em 2008 a opera The Fly (baseado no filme A Mosca) de Howard Shore teve sua premiére no Théâtre du Châtelet em Paris e no L.A. Opera em Los Angeles. Outros trabalhos recentes do músico incluem a Fanfare for the Wanamaker Organ na Filadélfia e um piano concerto para o músico Lang Lang. Em 2012, ele retornou para a Terra-média nos  cinemas produzindo a trilha sonora da trilogia O Hobbit (The Hobbit) de Peter Jackson, baseado em outra obra do autor J.R.R. Tolkien. 
Shore recebeu os prêmios Career Achievement for Music Composition Award pela National Board of Review of Motion Pictures and New York Chapter's Recording Academy Honors, ASCAP’s Henry Mancini Award e Frederick Loewe Award. Ele tem um doutorado honorário na Berklee College of Music e na Universidade de York. Além disso ele é um oficial da Ordem Francesa das Artes e Letras.


SOBRE O MAESTRO ADRIANO MACHADO 

Maestro, professor de violino, violão, especialista em cordas, do clássico ao popular, com mais de 20 anos de experiência acompanhando artistas renomados, Adriano Machado vem realizando um trabalho vencedor produzindo artistas e suas carreiras. Desde o início no ano 2000, sob a regência do Maestro Adriano Machado a Orquestra Sinfônica Villa Lobos traz modernidade pop ao mundo da música clássica e elegância clássica ao mundo pop.

Leia mais sobre O Senhor dos Anéis.

Fonte: Comunicado de imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário