quarta-feira, 24 de abril de 2019

Capcom MiniArcade VS Devs



Com o lançamento do caríssimo arcade portátil da Capcom, os desenvolvedores do emulador estão revoltados com o uso comercial do Final Burn Alpha.



Matéria traduzida (Google Translator):
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Os 16 jogos pré-instalados - que são as ROMs arcade originais da Capcom - estarão disponíveis via emulação fornecida pelo FB Alpha. No entanto, o site Kotaku relata que alguns desenvolvedores estão questionando se a emulação viola os termos e condições do próprio FBA, que dizem que ele não pode ser usado para uso comercial. Outros estão insatisfeitos com o fato de um dos principais devs por trás do FB Alpha, Barry Harris, aparentemente licenciou o emulador para a máquina, sendo que o emulador foi construído com trabalho gratuito que eles forneceram de boa fé a um projeto de código aberto e sem fins lucrativos.

"Também sou fortemente contra," escreveu o colaborador iq_132 no fórum de desenvolvimento do FB Alpha. “Sou muito contra alguém que lucre com meu trabalho, a menos que seja eu, é claro. Eu nunca aceitei pagamento pelo meu trabalho de emulação. Eu estou pensando em retirar todo o código que eu escrevi e portar para FBA - isso efetivamente tornaria o FBA de volta em apenas um emulador de CPS e Neo-Geo. ”

“Neste estágio, a maioria dos FBAs, incluindo o seu core / framework code, teve submissões que teriam sido feitas sob uma licença não comercial (já que o código existente, e novas submissões devem ser compatíveis com a licença do código existente) e também usou códigos de projetos sob licenças não comerciais; uma pessoa não pode anular isso e simplesmente mudar a licença ”, disse Haze. "Pelo meu ponto de vista, não é assim que se licencia um software, não quando você trabalha com uma equipe, e definitivamente não é assim que se faz relações públicas, e no geral isso não parece legal".

"É uma questão de quebra de confiança de natureza pessoal no grupo", acrescentou grant2258. "A questão para mim é simples, um monte de caras juntos fizeram algo útil e bom, o consenso geral é que o projeto não queria contratos comerciais. Se todos estão na mesma página é bom ,se alguém fica ganancioso, tudo o que podemos fazer é ver o que acontece quando a poeira assentar.

O mini-console - com lançamento em 25 de outubro de 2019 - foi projetado para se parecer com o logotipo amarelo e azul da Capcom e também contará com um par de “sticks Sanwa de classe de competição e botões para a melhor precisão, tempos de resposta e durabilidade” para “deixar esses jogos da maneira que eles deveriam ser jogados ”.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Fonte: MCV
Dica da noticia: Juliano Passareti
#treta #pilha

Nenhum comentário:

Postar um comentário