terça-feira, 11 de junho de 2019

Boku no Hero Academia nos cinemas brasileiros


A Sato Company traz para os cinemas brasileiros o primeiro filme de Boku no Hero Academia dentro do JFX.

Foto: Divulgação/Sato Company

A Sato Company confirmou que irá lançar Boku No Hero Academia the Movie: Futari no Hero (Minha Academia de Heróis - Dois Heróis), a tradução de Boku no Hero Academia ficou sendo Minha Academia de Heróis, para os cinemas brasileiros. A data definida para estreia nas salas nacionais está sendo trabalhado pela distribuidora com os principais exibidores do Brasil!

Em Boku No Hero Academia the Movie: Futari no Hero, Deku e All Might recebem um convite para a I-Expo, a principal exposição mundial de habilidades Quirk (a JBC adaptou para dom na edição nacional dos mangás) e conhecer as mais novas e incríveis invenções para heróis. Em meio à empolgação dos patrocinadores e profissionais de todo o mundo, Deku conhece Melissa, uma menina que é Quirkless (sem-poderes) como ele já foi um dia.  De repente, o poderoso sistema de segurança da I-Expo é invadido por vilões e um plano sinistro é posto em ação. Uma séria ameaça à sociedade de heróis. Somente um homem detém a chave para tudo, o todo poderoso símbolo da paz, All Might. A história se passa entre a segunda e terceira temporada da série animada.


Atualmente, Boku no Hero Academia é um dos anime shonen, desenho animado japonês voltado para o público juvenil e adolescente masculino, de maior sucesso, sendo considerado o grande sucessor de Naruto e Bleach. O longa-metragem animado estreou em 03/08/18 no Japão e arrecadou mais de 1,72 bilhões de ienes, cerca de 15,825 milhões de dólares de acordo com o 映画.com. Segundo o Box Office Mojo, nos EUA, o filme arrecadou mais de 5 milhões de dólares nos cinemas e ocupa o 11° lugar de anime mais visto nos cinemas de lá.

Boku No Hero Academia the Movie: Futari no Hero é dirigido por Kenji Nagasaki, responsável pela direção da série animada, tem roteiro de Yousuke Kuroda, roteirista da maior parte dos episódios do anime, o elenco de dubladores japoneses é o mesmo das 3 temporadas Daiki Yamashita (Izuku Midoriya), Kenta Miyake (All Might), Nobuhiko Okamoto (Katsuki Bakugou), Ayane Sakura (Ochaco Uraraka), Kaito Ishikawa (Tenya Iida), Yuuki Kaji (Shouto Todoroki), Marina Inoue (Momo Yaoyorozu), Toshiki Masuda (Eijiro Kirishima), Ryou Hirohashi (Minoru Mineta), Kei Shindou (Kyouka Jirou), Tasuku Hatanaka (Denki Kaminari), os dubladores dos personagens inéditos são Katsuhisa Namase (David Shield), Ryouhei Kimura (David Shield jovem), Mirai Shida (Melissa Shield) e Rikiya Koyama (Wolfram).

No Brasil, Boku no Hero é publicado pela editora JBC como My Hero Academia e se encontra na 20ª edição. My Hero Academia Smash!!, também publicado pela JBC, é um spin-off de comédia escrito e ilustrado por Hirofumi Neda, baseado nos personagens de My Hero Academia.

O JFX Festival de Anime é mais uma tentativa de emplacar conteúdos japoneses no mercado brasileiro de cinemas. Além de uma tentativa de formalizar a entrada de mais uma franquia e fomentar o mercado legal de Animes e conteúdos japoneses, atualmente dominado pela pirataria. Gostaríamos que os fãs de Boku No Hero prestigiassem este conteúdos oficial japonês. Está é a chance de apoiar um projeto legal para apoiar a vinda de futuros novos projetos.

Sobre a Sato Company

Pioneira na distribuição de conteúdo audiovisual japonês no Brasil em home vídeo, TV e cinema, com início em 1985, a Sato Company foi responsável pelo lançamento de vários tokusatsu (do japonês, filmes de efeitos especiais) líderes de audiência, como National Kid, Ultraman, Cybercop, Akira, Death Note, Ghost in the Shell, e outros, experiência que a tornou referência neste tipo de produção no mercado brasileiro.

Hoje, distribui conteúdos em diferentes formatos e nacionalidades diversas. É responsável pela telenovela Chiquititas, licenciada ao SBT, com mais de 540 capítulos, em três temporadas.

Nos cinemas, foi responsável pelo lançamento de grandes títulos, como Death Note, Akira, Ghost in the Shell, Mortadelo & Salaminho e Humano.

A ampla atuação como distribuidor permitiu a conquista de novos mercados, como o licenciamento de produtos de grandes marcas e personagens. Doraemon, Mofy, Topo Gigio, Jaspion, Changeman, Flashman, Jiban, Jiraya, Bruce Lee e On Nom, fazem parte de seu portfólio.

Em 2011, tornou-se a primeira agregadora de conteúdo para a Netflix na América Latina, com filmes, séries, documentários e animações de produção nacional e internacional. Turma da Mônica, Bruce Lee - a Lenda, Dead Rising, Breaking Though - Tappet out, Winter Sonata, Humano e Cyborg She, são alguns títulos já selecionados.

Fonte: Comunicado de imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário